terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

A IMPORTÂNCIA DO SEU NOME

Nomes determinam as nossas vidas. Nomes dão sentido à realidade. Nomes são fundamentais para o convívio em sociedade.  Nomes definem personalidades e até comportamentos.
Por isso mesmo, todos deveriam ter orgulho do seu nome. Mas não é o que acontece: muitas vezes, nomes estranhos ou ridículos causam constrangimento, dificultam a vida, trazem sofrimento constante.
Para muitas pessoas, o nome provoca vergonha. Tudo o que estas pessoas gostariam é de mudar o nome que receberam. Pois bem: trocar o próprio nome é mais fácil do que parece. O Artigo 56 da Lei nº 6.015/73 permite  aos jovens de 18 anos a mudança do nome e o procedimento é relativamente simples. Acima  dessa idade também é possível mudar o nome judicialmente,  embora seja muito mais trabalhoso.
O Instituto do Nome foi idealizado exatamente para auxiliar as pessoas que querem mudar o seu nome e para promover estudos a respeito, desde a origem e o significado, até as determinações e as implicações da legislação.
O Instituto pretende, especialmente, difundir a informação crucial de que é ninguém precisa passar por verdadeiras tragédias e grandes infortúnios por  causa de um nome inadequado. Basta usar o direito existente e trocar de nome. Existem histórias de nomes completamente absurdos, que provocam retraimento, dor insuportável, infelicidade e depressão.
Isso pode acontecer tanto com nomes que, em determinadas épocas, assumem outros significados, como Bráulio, quanto bizarros, como Amável Pinto ou Benvindo o Dia do Meu Nascimento Cardoso.
Em vez de odiar o seu nome, mude. Escolha o seu novo nome e valorize a sua vida. Essa é exatamente a nossa proposta: ajudar você a se encontrar com o seu “eu” verdadeiro e com o nome que exprime quem você é  de fato.
Não se esqueça: o nome é o seu primeiro e permanente patrimônio.

EXPERIÊNCIA
                 
O Dr. Gerson Martins encontrou na mudança de nomes uma forma de se realizar, ajudando muitas pessoas a se renovarem, iniciando uma nova vida.
Sua experiência demonstra que uma pessoa com nome inadequado enfrenta problemas de ordem pessoal, social e psicológica, além de danos profissionais. Nomes pejorativos produzem humilhações, constrangimentos, chacotas, deboches.
E ninguém merece passar por estas situações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário